Muitas vezes a causa da dor no calcanhar é a Fasceíte Plantar, uma condição que, quando está relacionada com a presença de um esporão, também é conhecida como Síndrome do Esporão do Calcâneo A dor no calcanhar também pode ter outras causas, como uma fractura de compressão, tendinite, artrite, irritação do nervo ou, por vezes, um quisto.

Uma vez que existem várias causas possíveis, é importante que a dor do calcanhar seja diagnosticada correctamente. Os médicos/cirurgiões especializados em pé e tornozelo são as pessoas mais idóneas para determinar a causa da dor entre todas as possibilidades.

fascete plantar 1

O que é a Fasceíte Plantar?

A Fasceíte Plantar é uma inflamação da faixa de tecido fibroso (fascia plantar), que se estende desde o calcanhar aos dedos dos pés.

Os sintomas de Fasceíte Plantar são:

  • Dor na região da base do calcanhar
  • Dor que geralmente pior quando acorda
  • Dor que aumenta no período de alguns meses

Pessoas com Fasceíte Plantar muitas vezes indicam que a dor é mais forte quando se encontram na parte da manhã ou após ficar sentado por algum tempo. A dor diminui ao caminhar por alguns minutos, porque a fascia é esticada ao caminhar. Em algumas pessoas a dor desaparece, mas depois volta passado algum tempo.

Causas da Fasceíte Plantar

A causa mais comum de Fasceíte Plantar está relacionada com um defeito na estrutura do pé. Por exemplo, pessoas que têm problemas com os arcos dos pés, ou pés chatos ou um arco muito acentuado, são mais propensas de sofrer de Fasceíte Plantar.

O uso de sapatos mal almofadados sobre superfícies duras e planas, aplicando uma tensão anormal sobre a fáscia plantar, também pode levar ao desenvolvimento de Fasceíte Plantar. Isto é particularmente evidente nas pessoas cujos empregos exigem que se mantenham de pé por longos períodos de tempo. A obesidade também contribui para a Fasceíte Plantar.

Diagnóstico

Para chegar a um diagnóstico, o médico/cirurgião especialista deve estudar a sua história clínica e examinar o pé. Através deste processo, deve excluir todas as outras causas possíveis de dor que não estejam relacionadas com a Fasceíte Plantar.

Além disso, pode solicitar imagens diagnósticas, como raios-X ou ressonância magnética (RM), para diferenciar os vários tipos de dor do calcanhar. Às vezes são encontrados esporões em pacientes com Fasceíte Plantar, mas eles raramente são a causa da dor.

Quando apresentados, o distúrbio pode ser diagnosticado como Fasceíte Plantar / Síndrome do Esporão do Calcâneo

 

Opções de tratamento

O tratamento da Fasceíte Plantar inicia-se com algumas estratégias básicas que podem ser realizadas em casa:

  • Alongamentos. Os exercícios que esticar os músculos da barriga da perna podem aliviar dores e ajudar a recuperá-los.
  • Evite andar descalço. Quando você anda descalço, sobrecarrega a fáscia plantar com um peso e uma tensão desnecessária.
  • Gelo. A colocação de gelo sobre o calcanhar durante dez minutos várias vezes ao dia, ajuda a reduzir a inflamação.
  • Limitando as suas actividades. Reduzir as actividades físicas intensas para dar descanso ao calcanhar.
  • Alterações no calçado. Use sapatos com preenchimento da arcada plantar interna e calcanhar levemente elevado, para reduzir o stress sobre a fáscia plantar. O sapato deve proporcionar conforto ao pé.
  • Medicação. Para reduzir a dor e a inflamação com a prescrição de anti-inflamatórios não-esteróides.
  • Perder peso. O peso extra acrescenta stress à fascia plantar.

Se a dor persistir após várias semanas recomenda-se uma visita ao Médico/Cirurgião especialista que pode propor qualquer um dos seguintes tratamentos:

  • Palmilhas ou talonetes. O uso de palmilhas amortecedoras do impacto ao caminhar ou a utilização de talonetes no calcanhar dão apoio ao pé, e reduzem a tensão sobre a fascia.
  • Injecções. Nalguns casos pode ser necessário a injecção local com esteróides para reduzir a inflamação e alívio da dor.
  • Fisioterapia. O uso criterioso de agentes físicos e exercícios específicos de fisioterapia ajudam a aliviar a dor.

Apesar do facto de a maioria dos pacientes com Fasceíte Plantar responder positivamente ao tratamento sem cirurgia, uma pequena percentagem de doentes necessita deste tipo de intervenção. Se depois de vários meses sob tratamento não-cirúrgico do calcanhar a dor persistir, será considerada a cirurgia. O cirurgião ortopedista irá discutir as opções cirúrgicas consigo para determinar o processo que o melhor irá beneficiar.

Cuidados de longa duração

Não importa o tipo de tratamento utilizado na Fasceíte Plantar se as causas persistirem. É por isso que é necessário continuar a tomar medidas preventivas. Se estiver com excesso de peso, é importante atingir e manter um peso ideal e continuar com as medidas correctivas ao nível das alterações estruturais do pé e calçado.